Plante Árvore

A cada membro 1 árvore é plantada.


Acho interessante esse nome de batismo que adotaram para as mudanças climaticas. Moro em Paris e aqui tivemos quase 4 meses de neve neste inverno. Coisa nada normal neste ultimo decênio.

Aquecimento global é certamente uma escolha da midia e dos "eco" mega empresarios para descreverem estes fenomenos, coisa que a classe cientifica ainda não “sacramentou” como verdade absoluta.

Al Gore e os seguidores da “eco” chatice e o "eco" interesse irão dentro em breve, aportar com seu “cavalo de troia” bem no meio da floresta Amazonica sob a tutela desta nova consciência verde.

A população não pensante ( sim porque ha muitas pessoas que se arvoram em discutir ciência e nem sequer sabem que a Amazonia NUNCA poderia ser o pulmão do mundo …) insiste em que a floresta deve ser “engessada” e esquecem que debaixo das copas das arvores da Amazonia Legal existem cerca de 25 milhões de pessoas que tem direito ao desenvolvimento … sustentavel.


Segundo a “teoria de gaia” a terra vai continuar viva e somos nos que ao longo dos anos estamos nos destruindo.

Sou ambientalista ( leia-se, formação e mão na massa ) e confesso estar com meu “saco cheio” dessas “eco” teorias.

Enquanto as grandes ONG’s defendem o verde e as baleias, muitas pessoas morrem de fome. Estou esperando que essa moda passe e que o ser humano se lembre que talvez a geladeira do vizinho esteja vazia ( caso ele tenha uma ! ), talvez ele tenha filhos pra criar e que não haja empregos suficientes para toda a população. Interessante esse quase subito amor que o resto do mundo passou a ter pela nossa floresta ! e o meio ambiente urbano ? aquele que devemos manter em bom nivel para o conforto da sociedade ? Porque leigos estão discutindo CO2 se nem sequer sabem triar seu lixo, educar seus filhos, respeitar os idosos, os indios, os desfavorecidos ? Porque estão discutindo sobre a fauna se tem passaros na gaiola ? Porque querem deixar um planeta melhor para os seus filhos se não vão deixar filhores melhores no planeta ?

Desenvolvimento sustentavel é progredir de forma inteligente. Meio ambiente começa em casa.

Claro, adoro a fauna e a flora, mas a espécie mais emblematica do ecossistema ainda é a "besta fera", o homem.


Crisitna_trabalhando_1
Prof. Dra. Carla Cristina Carvalho Daher
Gestora de Programas Ambiental
Fundação VILLAS-BÔAS - França

Exibições: 66

Tags: www.expedicaovillasboas.com.br

Comentar

Você precisa ser um membro de Plante Árvore para adicionar comentários!

Entrar em Plante Árvore

Comentário de Paulo Celso VILLAS-BÔAS em 20 maio 2010 às 1:06
Lino,

O meu e-mail é contato@expedicaovillasboas.com.br, fique a vontade para trocarmos idéiais.
Estou preparando todas essas demandas para fazermos esse piloto na Ilha do Marajó.

Obrigado e um fraterno abraço

Paulo
Comentário de Lino Guedes Pires em 20 maio 2010 às 0:13
Paulo,
tenho recebido informações muito alvissareiras sobre o comportamento ecologicamente ético e responsável de populações ribeirinhas da Amazônia que têm todo o cuidado para que detritos não sejam lançados nos rios.
Entendo que para preservarmos a Amazônia é necessário que desenvolvamos negócios ecologicamente sustentáveis que gerem muitos empregos. Um desses negócios, acredito, é o desenvolvimento de uma indústria de plantio e exploração de palmito de espécimes nativos. Isto por quê o palmito exige sobreamento, o que preserva a mata e exige mão de obra. Ou seja, o palmito não pode ser plantado e cuidado por máquinas e sim por mãos! Outra idéia semelhante é o do cacau. Como era utilizado por culturas aborígenes do ocidente americano, creio que seja também nativo da Amazônia. Ou seja, o que melhor vejo como alternativas para a ocupação da Amazônia é o desenvolvimento da exploração de espécies nativas de forma ecologicamente racional e também acredito muito no potencial turístico a ser explorado.
Assim, na posição que você está, acredito que possa ser um guia para empresários que queiram investir com seriedade em projetos tais quais os que apontei.
Fraternalmente,

Lino
Lino Guedes PIres
projetoplanteumarvore.blogspot.com
Comentário de Paulo Celso VILLAS-BÔAS em 19 maio 2010 às 6:46
Caro Lino

Isso é comum, a postagem é minha, mas quem assina a matéria é nossa Gestora Ambiental na Europa. Uma brasileira, carioca da gema, professora, cientista, pesquisadora, super qualificada para opinar, conforme texto que publiquei. Publicarei outras tantas para conhecimento geral, mesmo não sendo texto meus, ela, como você, trabalhou e sediou-se em vários países do velho mundo e também no continente africano trabalhando e pesquisando.

São dois comentários do mesmo texto e uma só réplica, por isso da minha formatação, e longe de isso tornar-se uma polêmica.

O que nós da Fundação VILLAS-BÔAS precisamos é de pessoas que coadunem-se com os nossos propósitos, que comprometam-se com nossa causa, preciso de você e de outros tantos. Por isso ingresso-me nesses blogs e no mundo maravilhoso que é a cibernética. Não somos a salvação da pátria, mas queremos fazer a diferença. queremos chamar atenção dos brasileiros, falo sempre em minhas exposições que o Brasil é dividido somente duas em regiões. A região norte e o resto do país. Quando derrubam uma árvore, todos bradam: “A floresta amazônica é nossa”, quando falamos do povo amazônida o discurso muda:- “Isso é problema da região norte”. Isso tem que acabar. São brasileiros sim, bem trabalhado e com condições dignas de vida para sustentar suas famílias. Não serão devastadores de floresta e sim guardiões e nossa meta é o reflorestamento. Chega de noticias sobre tantas áreas queimadas ou devastadas. É só negativo. Precisamos das estatísticas do quanto foi devastado, de fiscalização para não sair nem uma tora ou implantação de pasto ou soja irregulares. Existem muitos madeireiros e fazendeiros sérios, que respeitam o meio ambiente. Esses mantém certificações e com ISO.

Fique tranqüilo, pois eu vou contar contigo mesmo, em trocarmos idéias e quem sabe ajudar a Fundação a fazer sua diferença.

Minhas Saudações Florestais

Paulo
Comentário de Lino Guedes Pires em 17 maio 2010 às 23:37
Prezado Paulo,

em seu texto acima leio:.... Moro em Paris...e por isso falei "sua vizinha Inglaterra". Foi isso o que o ofendeu?
De resto, concordo em gênero, número e grau, como também relato inúmeras notícias de áreas na Amazônia onde brasileiro não entra....Em meu comentário anterior esqueci-me de contar que também a Alemanha esteve na África e lá teve seus primeiros campos de concentração. Estive na África do Sul e lá, em Heidelberg, uma pequenina cidade, ví no museu peças do primeiro campo de concentração da história, obra de ingleses em sua guerra contra os Boers. isto tudo relato somente para lembrar a tradição de invadir e dominar outros países de nossos civilizados países europeus e EUA. Conte comigo.
Comentário de Paulo Celso VILLAS-BÔAS em 17 maio 2010 às 20:06
Prezados Lino e Sabina


Primeiro, não moro na França, estou sediado em Belém do Pará, tenho endereço público em nosso portal, sou presidente da Fundação VILLAS-BÔAS, e respeito a livre expressão, obvio sem aceitar o desafeto pessoal, isso nos deixa numa situação desconfortante, mas....

A preocupação não é com fatos históricos internacionais assombrosos.

Nossa visão hoje concentra-se nos 35 mil cidadãos marajoaras que estão abaixo do nível de pobreza. Esta será a primeira fase da Expedição VILLAS-BÔAS pelo Brasil.

O projeto que está inserido na fundação é investigativo e de ações não políticas. Visamos reverter a situação com alternativas em artes e ofícíos e a conservação do solo e florestas, trabalho este a ser realizado por pesquisadores e profissionais de vários seguimentos. Nossa bandeira é reflorestamento com responsabilidade, com respeito às Leis e com normas, respeitando o tripé economia, o meio ambiente e principalmente os 25 milhões de habitantes que ocupam a região norte. O resto, é mero discurso.

Agora, quero comentar sim, que nos da Fundação VILLAS=BÔAS, estamos preocupados com o Sr. Al Gore, com discurso de bonzinho, e é contestado mundialmente por cientistas e que nós leigos não podermos ser papagaios, ele quer sim, por meio da inteligência - apoiado por vários seguidores americanos- acabar com nossa soberania.

Temos pesquisas assustadoras sobre isso, posso te adiantar alguns fatos em paralelo: em
junho de 1.981 em Genebra, Suíça reuniram-se várias entidades européias, (Diário do Congresso Nacional do dia 17 de fevereiro de 1.989 pagina 104), e traduzido por H.R.Frank, (tradutor público) documento esse onde são enfáticos em dizer em sua primeira diretriz
“A Amazônia, onde o Brasil faz grande parte” ...“A posse dessa imensa
área pelos países mencionados é meramente circunstancial”.


Em outra diretriz dizem: “....o dos seres humanos que habitam e que são patrimônio da humanidade e não patrimônio dos países cujos territórios, pertencentes, dizem lhe pertencerem”....em outro trecho "... para seu desfrute pelas grandes civilizações européias.” Mas adiante reportam a nós brasileiros “....., é preciso levar em
consideração a pouca cultura de seus povos, a pouca perspicácia de seus políticos ávidos por votos que a igreja prometera em abundancia.”.

]
Visite o nosso portal ( www.expedicaovillasboas.com.br ) pesquisem Engessamento Amazônico, onde o Sr. Al Gore diz a frase quando vice presidente do EUA. “Ao contrário do que os brasileiros pensam, a Amazônia é não é deles, mas de todo nos”.

Antes de comentários que não produzam civilidade e conhecimento de causa, peço a vocês e todos os brasileiros, não continuem a dormirem em berços esplêndidos. Fico à disposição e pedindo apoio ao nosso projeto se assim desejarem, se não, os meus mais sinceros respeitos, temos o livre arbítrio e convicções de lutar por esse gigante país que não é só flora, fauna e índios, o qual tenho o mais profundo respeito.

Paulo VILLAS-BÔAS
Comentário de Lino Guedes Pires em 17 maio 2010 às 0:53
Paulo, soube hoje que sua vizinha Inglaterra foi responsável pela morte de fome de 30 milhões de indianos quando esta dominava a India. Os ingleses lá solaparam o sistema milenar de agricultura em prol de produção de cereais para exportação e enquanto os portos da Índia estavam cheios de cereais, milhões passavam fome e o governo dizendo-se Darwinista dizia que era a escória humana sendo eliminada. No mesmo programa de televisão soube que a "Eugenia" começou nos EUA e que a fundação Rockfeller financiou atividades eugênicas na Alemanha que culminaram com a morte de milhões de judeus...
Como coloco em meu texto abaixo, vejo que o problema é a repressão dos sentimentos. Uma humanidade que não ama....
Comentário de Sabina Toscani Cseri em 16 maio 2010 às 19:52
Cristina, quando se fala em aumento da temperatura, deve-se pensar nos extremos - verões mais quentes - aumento da evaporação - mais água na atmosfera e chuvas tempestuosas - e não é porque os invernos estão mais rigorosos, ocasionalmente é que se deve ignorar esse fato. A amazônia não é o pulmão do mundo mas regula a temperatura e o ciclo das chuvas nas regiões do sudeste e mantinha o equilíbrio das temperaturas em todo o continente sulamericano. Quem destrói a amazõnia não são os ribeirinhos e os moradores tradicionais da região que sempre viveram em harmonia com o sistema, e sim os grandes produtores de gado , soja e madeireiros. Os povos tradicionas sempre souberam viver em relativo equilíbrio com o meio ambiente, de forma sustentável.São eles que estão sendo empurrados e pressionados pelos grandes predadores ambientais que só visam lucro imediato. Se não se respeitam as florestas e a biodiversidade não se respeita os índios que disso e dela dependem.
As baleias não são mortas para alimentar famintos do terceiro mundo, mas por tradição. Nunca ouvi falar que os japoneses enviam carne de baleia para o Haiti, Timor e onde mais há fome e miséria. Se não existissem os Al Gores do mundo, nem haveria leis ambientais e sem regras e limites, sem respeitar a biodiversidade, não haverá mais muito o que comer neste planeta intoxicado.Se não se deve fazer nada porque os povos são maleducados, consumistas e quase antropófagos, então........... enquanto os humanos se sentirem o centro do universo e que mais nada tem valor além dos seus interesses pessoais e imediatos e não se der conta de que precisam da natureza, de um meio ambiente natural e saudável e que é dele que dependem para viver ... Meus pêsames Dra. Gestora de Programas Ambientais

© 2014   Criado por Wiliam Martins Aquino.

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço